Padrão de desenvolvimento de aplicativos para Windows Phone

O que chamou minha atenção quanto à plataforma móvel do Windows – Windows Phone – foi seu design, sua “carinha” moderna, “despojada”, “jovem”, “sem formalidade”, diferente das outras que, como usuária, vejo que tem uma “carinha” mais séria, padrão, sem diferenças grandes ou marcantes. Já o padrão do Windows Phone me cativou. Apaixonei-me por ele (hehe). Sinto que é minha cara (haha): alegre, divertido, dinâmico, cheio de cor, de vida. Como usuária, me identifico com o Windows Phone.

Passando para desenvolvedora de aplicativos para plataformas móveis, iniciante, no momento, comecei a estudar sobre o desenvolvimento para Windows Phone. O e-book que estou lendo diz que o padrão dos aplicativos desta plataforma é apenas um guia a ser seguido ou não. Diz que é mais importante a identidade visual das empresas (como Facebook ou Twiter) do que o padrão de cada plataforma. Bom, eu discordo totalmente e explico por quê. Primeiro, por que foi justamente pelo padrão do Windows Phone que me apaixonei. Então, para mim, como usuária, ele é importante e é importante que eu o veja nos aplicativos que instalo no meu smartphone. Eu não me apaixonei pelo padrão do Android ou do iOS, se assim o fosse, eu usaria essas plataformas. Segundo, eu sugeriria às grandes empresas, como Facebook ou Twiter, que desenvolvam seus aplicativos respeitando o padrão de cada plataforma, por favor. Eu, como usuária de Windows Phone, quero pegar seu aplicativo e ver nele a “cara” do Windows Phone, usá-lo como aplicativo de Windows Phone, ou seja, ter a experiência de usar um aplicativo Windows Phone. Assim, o usuário do Android ou do iOS também espera o mesmo. É possível manter a identidade visual da empresa ou de seu aplicativo mantendo o padrão de cada plataforma. Isso é bem possível. Aliás, se precisarem de dicas, me procurem! Como usuária, posso apontar onde o padrão da minha plataforma preferida não está sendo respeitado! Concluindo, cada plataforma possibilita uma experiência de usuário diferente e, por favor, deve ser respeitada. Seja pelas grandes empresas ou qualquer desenvolvedor que publica seus aplicativos em uma Store. Vamos estudar sobre cada plataforma, sobre como essa experiência é importante para o usuário. Dessa forma, vamos ter motivo de nos orgulharmos pelos nossos aplicativos publicados. No caso das grandes empresas, vão fazer seus usuários felizes. E, fazer um usuário feliz é importante, pois é esse (ou deveria ser) o propósito do nosso trabalho como desenvolvedores de aplicações. Melhorar ou simplificar a vida das pessoas, proporcionar experiências positivas a elas são objetivos que vou buscar com o meu trabalho, com a minha profissão de analista de sistemas (\o/).

Anúncios

Aplicando o padrão Home as Up na ActionBar do ANDROID

A partir do ANDROID  4.1 (API nível 16), é possível declarar o “pai” de uma Activity da seguinte forma:

Adicionando android:parentActivityName  na tag <activity>, no arquivo AndroidManifest.xml.

Para aplicativos que suportam Android 4.0 ou inferior, e incluem a Biblioteca de suporte, é preciso adicionar a tag <meta-data> dentro da tag <activity> . Em seguida, é preciso especificar a Activity “pai” como o valor de android.support.PARENT_ACTIVITY , combinando com o atributo android:parentActivityName.

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
<application ... >
    ...
    <!-- The main/home activity (it has no parent activity) -->
    <activity
        android:name="com.example.myapp.MainActivity" ...>
        ...
    </activity>
    <!-- A child of the main activity -->
    <activity
        android:name="com.example.myapp.DisplayMessageActivity"
        android:label="@string/title_activity_display_message"
        android:parentActivityName="com.example.myapp.MainActivity" >
        <!-- Parent activity meta-data to support 4.0 and lower -->
        <meta-data
            android:name="android.support.PARENT_ACTIVITY"
            android:value="com.example.myapp.MainActivity" />
    </activity>
</application>

 

Agora adicione o botão de ação na ActionBar (a seta):

1
2
3
4
5
@Override
public void onCreate(Bundle savedInstanceState) {
    ...
    getActionBar().setDisplayHomeAsUpEnabled(true);
}

A ação de clique será tratada no método onOptionsItemSelected:

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
@Override
public boolean onOptionsItemSelected(MenuItem item) {
    switch (item.getItemId()) {
    // Id correspondente ao botão Up/Home da actionbar
    case android.R.id.home:
        NavUtils.navigateUpFromSameTask(this);
        return true;
    }
    return super.onOptionsItemSelected(item);
}

 

Fonte: http://helpdev.com.br/2014/03/25/android-implementando-corretamente-o-botao-voltar-na-actionbar-providing-up-navigation/

Montando ambiente para desenvolvimento JAVA no Windows 8 64 bits e Eclipse

1°. Baixe o JDK (Java Development Kit ou Kit de Desenvolvimento Java) no site da Oracle:

http://www.oracle.com/technetwork/java/javase/downloads/jdk7-downloads-1880260.html?ssSourceSiteId=otnpt

Na seção Java SE Development Kit 7u51:

1.1 Clique em “Accept License Agreement”

1.2 Faça o download da versão para Windows 64 bits conforme mostra a figura:

Passo1

1.3 Após concluir o download, execute e dê NEXT nas telas apresentadas.

2° Instalação concluída, hora de instalar o ambiente de desenvolvimento (IDE) Eclipse:

2.1 Baixe o Eclipse do site oficial:

http://www.eclipse.org/downloads/

2.2 Eclipse IDE for Java EE Developers, escolha a versão para Windows 64 bits:

Passo2

2.3 Descompacte a pasta do Eclipse e mova para o C: (por questão de segurança, pelo fato do C: ser menos acessado, evita-se danificar ou alterar essa pasta sem intenção).

2.4 Dentro da pasta Eclipse, com o botão direito em cima de “eclipse.exe”, mande-o para a Área de Trabalho.

2.5 Da Área de Trabalho, poderá ser executado com mais facilidade, com 2 cliques no ícone.

2.6 Última versão do Eclipse instalada!

3° Para simplificar o uso do Java pelos programas do computador, vamos criar uma variável de ambiente no Windows para que todos os programas a enxerguem.

3.1 No canto inferior direito do computador, em Configurações, Informações do PC:

Passo3

3.2 Na tela “Sistema” clique em “Configurações avançadas do sistema”. Na tela que será exibida, clique em “Variáveis de Ambiente”:

Passo3-1

3.3 Na próxima tela, clique em “Novo” na seção “Variáveis do sistema”:

Passo3-2

3.4 Na próxima tela, em “Nome da variável” coloque “JAVA_HOME”. Em “Valor da variável” coloque o caminho onde a pasta do JDK foi instalada, por exemplo: C:\Program Files\Java\jdk1.x.x_xx (o “x” representa a versão instalada, basta substituir). Clique em “OK”:

Passo3-8

3.5 Na mesma tela anterior, procure por uma variável do sistema chamada Path, selecione-a clicando nela e clique em “Editar”:

Passo3-4

3.6 Na tela exibida para edição, em “Valor da variável” acrescente ao final do que já está definido: “;%JAVA_HOME%\bin”, clique em “OK”, como mostra a figura:

Passo3-5

3.7 Clique em “OK” na tela de “Propriedades do Sistema” por duas vezes, para salvar as alterações que foram feitas.

3.8 Para verificar se a variável JAVA_HOME está configurada corretamente, abra o Prompt de Comando e digite “java -version”. Deverão ser mostradas as informações da versão do Java instalado:

Passo3-7

Tudo certo até aqui, a variável de ambiente JAVA_HOME está configurada e poderá ser acessada por qualquer programa que necessite sem mais ajustes.

O ambiente para desenvolvimento utilizando Java e Eclipse está pronto para o uso.